TRANSFORMAÇÃO,CAMINHO PARA A CURA...


Transformar é a grande chave e o primeiro passo para alcançar uma cura real, é preciso mudar a maneira de olhar o mundo, as pessoas, os pensamentos,de perceber os sentimentos, enfim tudo a sua volta tem que ser analisado de novo, tem que ser observado, porque o seu mal pode estar em um pequeno detalhe do seu coração, de sua mente ou de sua alma.
Seu mal pode ter sido causado por uma tristeza, por uma falta de compreensão da condição
planetária, pode ter sido causada por uma desorganização alimentar, por uma desarmonia com as suas crenças ,com os seus valores até então idolatrados, ou simplesmente porque o planeta é denso e você como habitante dele tem que seguir as leis impostas e por isso fica vulnerável, enfim, é preciso saber a origem, isso pode facilitar com certeza na cura real.
Uma coisa é fato, quando adoecemos, de certa forma estamos inseguros dentro de nossa
vida, e o primeiro sinal disso vem em forma de doença e nos alerta com a dor , o corpo padece e pede atenção para você como pessoa, como indivíduo. É como se houvesse uma voz interna querendo gritar_hei! presta atenção um pouco mais em si mesmo! Há algo errado! Fique atento. Pois na maioria das vezes, nós é quem realmente sabemos o grau da gravidade do mal que nos afeta, o Médico,de grande importância em qualquer quadro de doenças, faz o diagnóstico, mas a nossa máquina falha em pontos que em nosso íntimo conseguimos perceber se há um controle ou não, e classificar o estágio da possibilidade da cura em que nos encontramos.
Nesse ponto , a mente estando forte e clara auxilia bastante, nada de pânico,nada de desespero e
nada de achar que você é o maior sofredor do mundo,não é não viu! há milhares iguais ou pior que você.
Então, se está doente ou se tem alguém que você ama doente, pois o sofrimento também abate os que acompanham o problema, aproveite,tente perceber algo mais, mas nada de autopiedade isso é péssimo só faz mal...
Então repassando tudo, investigue a doença que tem por vários ângulos,decifre-a como a um
enigma.
Seja sincero consigo mesmo, isso também é importante ,observe as causas e as consequências
do que faz e do que já fez também, veja o grau de amor que sente por si e pelos outros, e aprenda com o desapêgo? É preciso desapegar, o planeta é de uso temporário e o corpo também, imagina! Os objetos materias são para usufruto, nada de querer tudo para si(isso é egoísmo) e muito menos para a eternidade, tenha certeza que lá,(se conseguir chegar) voce não vai precisar de nada pesado,então se organize e seja fiel a sua alma tornando ela limpa e leve, com atitudes corretas.
Seja sincero, localize suas dores,os pontos que incomodam, e mentalize a extinção delas
imantando com luz , prana, ou mesmo com massagens,compressas, se for permitido pelo seu médico, mas use a sua mente também, acredite ela tem força.
Siga alguns conselhos básicos para curar ou mesmo evitar enfermidades:
#Durma,decanse quando se sentir cansado
#Coma quando sentir fome
#Beba bastante água ,ela hidrata as células.
#Transforme o que te aborrece.
#Olhe mais para o seu interno.
#Viva as coisas com intensidade(principalmente as boas)
#Permita-se agir muitas vezes como crianças,brinque,dance ...
#Medite,tire algum momento do dia para um mergulho interior.
#Tente ser feliz,seja otimista o mais que puder...
#Seja flexível
#Seja responsável pelo seu bem estar.
#Tenha lucidez e coragem.
É fácil seguir tudo isso ,é só lembrar quem você é realmente,exercite lembrando .
Há outras coisas para fazer,mas tente as boas! evite lamúrias,e reclamaçõe,outra coisa ruim
é ficar relatando com pena de si mesmo os fatos e o mal que te atinge,e que sua vida sempre foi ruim bla, blá,blá etc...isso não vai te aliviar, só vai piorar as coisa, eleve sua vibração,você precisa estar em uma frequência alta,leia, veja bons filmes ,deixe a mente fluir... viajar mesmo! Ha! escreva ,ponha no papel ou no PC a suas impressões sobre tudo,faça poesias,pinte,borde, cozinhe uma coisa gostosa, faça alguma coisa mexa-se...TRANSFORME-SE!!!
É, desafie o antigo sistema de seus valores encontre outros,busque em seu intimo coisas
bonitas de serem ditas,de serem pensadas,modifique a sua mente ,o seu coração,a sua alma,e com isso alcançará níveis de compreensão de todo o processo pelo qual está passando.
Surprenda a si mesmo descobrindo partes adormecidas que não atuam em seu favor ,porque
você mesmo isolou esse lado por condicionamento,por influências externas,ou mesmo por acreditar que as possibilidades são limitadas mesmo e que não vale a pena tentar entender nada mais do que está ai todos os dias na nossa frente,massificando e mecanizando todo
mundo,sem muita expectativa de melhoria das pessoas e de suas vidas!
TRANSFORME-SE!!!

Comentários

  1. Jiddu Krishnamurti y Nitya.

    Mi hermano ha muerto;
    éramos como dos estrellas en un cielo desnudo.
    Él era igual que yo:
    la piel tostada por el cálido Sol
    en la tierra de suaves brisas,
    oscilantes palmeras,
    y ríos de agua fresca;
    donde son innumerables las sombras,
    y hay cotorras y papagayos de vivos colores.
    Donde las copas verdes de los árboles
    danzan bajo la refulgente luz del Sol;
    donde hay dorados arenales
    y mares de color verde azulado:
    donde el mundo vive bajo el peso del Sol,
    y la tierra cocida es marrón mate;
    donde el arroz verde
    centellea cautivador en las aguas limosas,
    y los cuerpos tostados, desnudos, brillan
    libres en el resplandor deslumbrante.
    La tierra
    de la madre que amamanta a su hijo al borde de la carretera;
    del devoto amante
    que trae en ofrenda vistosas flores;
    del santuario a la orilla del camino;
    de intenso silencio;
    de paz inmensa.
    Murió;
    lloré en soledad.
    Allá adonde iba, oía su voz
    y su risa alegre.
    Buscaba su rostro
    en cada caminante
    y a cada uno preguntaba si había visto a mi hermano;
    pero ninguno de ellos podía darme consuelo.
    Rogué,
    recé,
    mas los dioses guardaban silencio.
    No me quedaban ya lágrimas;
    no me quedaban sueños.
    Lo busqué en todas las cosas,
    en todos los países.
    Lo oía en el susurro unísono de los árboles
    llamándome a su morada.
    Y luego,
    en mi búsqueda,
    apareciste Tú,
    Señor de mi corazón;
    sólo en Ti
    vi el rostro de mi hermano.
    Sólo en ti,
    mi eterno Amor,
    veo los rostros
    de todos los vivos y de todos los muertos.

    El Canto de la Vida, 1931.
    Krishnamurti 100 años de Sabiduría, Evelyne Blau.
    http://seaunaluzparaustedmismo.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

CURANDO!!!