SII-Quem tem Síndrome do Intestino Irritável??

O que é?
É um conjunto de manifestações de sintomas gastro-intestinais . A estatística aponta que muitas pessoas são afetadas por essa síndrome é chega de 10% a 20% na Europa  ou nos Estados Unidos. A maioria de pacientes que buscam atendimento médico são mulheres, na idade jovem entre 20 e 30 anos.
Como aparece essa síndrome:
A causa da Síndrome do Intestino Irritável não é muito conhecida e, por isso não se sabe ainda porque pessoas passam a apresentar sintomas de repente  
Refeições volumosas
Grande quantidade de gases no intestino grosso
Medicamentos
Trigo, centeio, cevada, aveia, cereais, chocolate, leite e derivados, álcool
Bebidas que contém cafeína: café, chá e colas Stress, ansiedade, labilidade emocional
Pesquisas revelam que mulheres com a SII apresentam exacerbação dos sintomas no período menstrual, sugerindo relação com os hormônios femininos.
As pessoas acometidas pela Síndrome do Intestino Irritável, sentem mais desconforto como dores do que os que não tem esse problema.
Depressão, ansiedade e distúrbios psicológicos afetam os  pacientes com essa  Síndrome com mais frequência.

O Sintomas
  • Dor e distensão abdominal associados a um aumento da freqüência diária de evacuações e amolecimento das fezes.
  • Períodos sintomáticos podem se alternar com períodos assintomáticos de até vários anos, mas que, por fim, tendem a recorrer.
  • Cólica, intermitente e mais localizada na porção inferior do abdômen. Na maioria das vezes  alivia com a evacuação e pode piorar em momentos de estresse ou nas primeiras horas após as refeições.
  • As fezes, na maioria dos pacientes, são diarreicas (amolecidas ou aquosas) podendo conter muco. Outros pacientes queixam-se de constipação (evacuam menos do que seu habitual ou menos de uma vez por semana).
  • Outros sintomas
  • Distensão abdominal
  • Sensação de estufamento
  • Sensação de esvaziamento 
  • Gases em excesso 
O diagnóstico é feito com base nos sintomas apresentados pelo paciente. Para que se possa firmar o diagnóstico não deve haver alterações ao exame clínico ou em exames laboratoriais.
O médico deve solicitar exames gerais de sangue e de fezes capazes de detectar as parasitoses mais freqüentes.
Esses exames não têm a intenção de confirmar o diagnóstico de Síndrome do Intestino Irritável, e sim, de afastar outras causas de sintomas semelhantes, já que não há exames capazes de comprovar o diagnóstico 



Tratamento
 É preciso um esclarecimento do médico para o paciente sobre sua doença.A doença é de evolução benigna e que não acarreta ou progride para nenhuma outra circunstância mais grave é um passo muito importante, capaz de, por si só, tranquilizar e fazer com os sintomas sejam melhor tolerados.
O fato de fatores psicológicos poderem estar associados e mesmo desencadearem períodos mais sintomáticos e de não serem encontradas alterações capazes de explicar o quadro não devem fazer pensar que esses são imaginários. Eles existem, porém sua causa e mecanismo ainda não podem ser explicados pelo conhecimento científico de hoje.
Uma dieta rica em fibras costuma ser útil em pacientes com queixa de constipação, e o melhor trânsito intestinal pode ajudar pacientes cuja queixa é flatulência excessiva.
Um diário alimentar correlacionando sintomas com os alimentos ingeridos previamente pode ser capaz de detectar alimentos desencadeantes.
Alguns vegetais como feijão, repolho, couve-flor, cebola crua, uva e ameixa são causadores de dor ou distensão em certos pacientes. Vinho, cerveja e alimentos ou bebidas com cafeína (café, chá, etc) também podem ser mal tolerados.
A grande maioria dos pacientes melhora com a compreensão de sua doença e com alterações alimentares. 

Medicamentos são importantes para o alívio dos sintomas. Suplementos de fibras, às vezes laxantes, remédios para diarreia, calmantes, antiespasmódicos (para combater os espasmos do intestino) servem par melhorar muitos dos sintomas abdominais. Muitas vezes antidepressivos apresentam grande efeito calmante e analgésico, com boa resposta ao tratamento.
Prevenção:
 Não se sabem formas de prevenção.
A busca de atendimento médico para esclarecimento do quadro e manejo de sintomas específicos, evita que a doença cause maiores conseqüências na vida dos pacientes.

A Síndrome do Intestino Irritável deve ser lembrada como uma doença:
  • Cronica
  • Não há tratamento específico
  • Benigna
  • Não evolui para doenças mais graves.
Como a alimentação interfere nos sintomas da SII? 
Para muitas pessoas com SII a atenção na escolha dos alimentos é fundamental. É importante anotar e avaliar diariamente quais são os alimentos que causam mais sintomas. Além das orientações sugeridas pelos médicos, uma orientação alimentar específica e personalizada ajuda muito no controle dos sintomas.(consulte uma nutricionista ela vai te orientar)

Fontes de Pesquisas
Google Pesquisas
Site ABC da saúde
Federação Brasileira de Gastroenterologia. 


Comentários